top of page

Tipos de atividades e técnicas de estimulação cognitiva

A estimulação cognitiva refere-se ao conjunto de técnicas, estratégias e materiais para melhorar o desempenho e a eficácia das capacidades cognitivas e funções executivas como memória, atenção, linguagem, raciocínio e planejamento, entre outras. Hoje em dia existem várias estratégias para treinar o nosso cérebro, desde cadernos de exercícios clássicos até técnicas mais dinâmicas e inovadoras.




Tipos de exercícios de estimulação cognitiva


Atualmente existe uma grande variedade de materiais para estimulação cognitiva que trabalham as diferentes capacidades cognitivas e funções executivas, de forma geral ou visando uma capacidade específica. No entanto, geralmente o mesmo exercício treina mais de uma capacidade cognitiva e a mesma capacidade pode ser treinada por mais de um exercício.


Geralmente, os exercícios de estimulação cognitiva abordam as seguintes capacidades cognitivas:


Primeiramente, focaremos nos exercícios baseados em cadernos e materiais para estimulação cognitiva, com exemplos de materiais.



Exercícios e atividades para aumentar a atenção

Os exercícios direcionados para melhorar a atenção são baseados em diferentes atividades que têm como objetivo potencializar as diferentes variações da atenção, como atenção sustentada, atenção seletiva, atenção visual ou auditiva, entre outras.


Uma sequência de números é dada oralmente e a pessoa deve lembrá-los na mesma ordem e na ordem inversa. O comprimento das sequências aumenta progressivamente.


A pessoa lê um fragmento de texto e depois responde a algumas perguntas sobre ele. A dificuldade pode variar de perguntas genéricas a detalhes e dados concretos.


Um desenho é observado e então deve ser reproduzido com exatidão.


Uma lista de palavras é apresentada e a pessoa tem um intervalo de tempo específico para estudá-las. Então, duas tarefas diferentes podem ser realizadas: primeiro, indicar dentro de uma segunda lista de palavras, quais delas estavam contidas na primeira lista e, em segundo lugar, reproduzir todas as palavras da lista.



Exercícios e atividades para melhorar a percepção

Exercícios de percepção, sejam eles visuais, auditivos ou táteis, ajudam a melhorar e desenvolver essa capacidade de forma dinâmica e divertida. Algumas das atividades mais comuns são:


Uma imagem modelo é apresentada junto com outras que representam o mesmo objeto, mas com variações mínimas de tamanho. A pessoa deve identificar o que corresponde exatamente ao modelo.


A pessoa vê outra pessoa realizando uma sequência de batidas de forma melódica. Em seguida, ouve diferentes sequências de som. A pessoa deve identificar qual som corresponde às batidas executadas anteriormente.


Uma tela exibe um símbolo durante um curto período de tempo. Em seguida, um conjunto de símbolos é mostrado e a pessoa deve indicar qual símbolo foi exibido anteriormente.


Uma tela exibe um conjunto de objetos que a pessoa terá que identificar depois, dentro de um grupo maior de objetos. Neste caso os objetos estão incluídos em outros fatores de distração, que estão em movimento, e portanto a tarefa consiste em clicar nos objetos mostrados anteriormente.



Exercícios e atividades para melhorar a compreensão

A compreensão é uma das capacidades cognitivas básicas que está intimamente relacionada a outras habilidades e, portanto, seu exercício e desenvolvimento podem melhorar esta e outras funções cognitivas. Alguns dos exercícios incluem:

Ler um texto e, em seguida, responder a algumas perguntas sobre ele.


Uma série de ordens são dadas e, em seguida, verifica-se se as ações correspondem às

ordens emitidas.


Uma palavra é apresentada. A pessoa deve então selecionar uma palavra, dentre várias opções de palavras, que melhor se adeque à palavra apresentada inicialmente.


Resolução de enigmas.



Exercícios e atividades de linguagem

A linguagem é uma capacidade cognitiva fundamental para a comunicação entre as pessoas , portanto, deve ser desenvolvida desde a mais tenra idade. Algumas das atividades que podem ser realizadas são:


Escrevendo sinônimos e antônimos para uma série de palavras.


Uma série de ordens é dada, em complexidade crescente, e a pessoa deve executá-las com exatidão.


Uma palavra é dada, constituída de letras específicas. A pessoa deve gerar novas palavras recombinando essas letras.


Uma sequência de palavras é apresentada, fora de ordem. A pessoa deve ordenar as palavras para formar uma frase gramaticalmente correta.




Hoje em dia existem inúmeras técnicas, estratégias e ferramentas para ajudar a retardar o declínio e deterioração cognitiva relacionados com a idade, e manter a funcionalidade e autonomia, melhorando a qualidade de vida das pessoas. No entanto, existem muitas outras causas de deterioração cognitiva que afetam o bom desempenho das capacidades. Nesse caso, estratégias específicas, como reabilitação cognitiva, devem ser implementadas para retreinar as habilidades afetadas.


Muitas pessoas ainda pensam que os exercícios de estimulação cognitiva são necessariamente direcionados a pessoas que sofrem de patologias relacionadas a problemas de memória ou distúrbios de atenção (ou qualquer outra patologia que cause deterioração cognitiva, depressão e demência ). Mas também pessoas saudáveis ​​de todas as idades podem trabalhar e utilizar diferentes estratégias para melhorar e aumentar suas capacidades cognitivas e funções executivas. O desempenho ideal pode ser obtido, melhorando o bem-estar e a qualidade de vida. Você pode ler mais sobre estimulação cognitiva de crianças e adolescentes , para adultos, idosos e idosos, ou para alto desempenho cognitivo .





49 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page